Saúde

Fórum discute controle de bactérias multirresistentes no Paraná - 27/05/2011 17:00

A Secretaria de Saúde realizou nesta sexta-feira (27), em Curitiba, o I Fórum Paranaense para o Controle de Bactérias Multirresistentes. Este é o primeiro evento promovido pela Comissão Estadual de Controle de Infecção em Serviços de Saúde (Ceciss) para esclarecer dúvidas e difundir medidas de prevenção, diagnóstico e controle de infecção hospitalar, limitando a propagação de bactérias resistentes a vários tipos de antibióticos.

“É necessário que todos os profissionais de saúde estejam envolvidos e pratiquem diariamente as ações de controle”, afirmou a chefe da Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Diana de Oliveira.

O registro de bactérias multirresistentes é um fenômeno mundial e vem aumentando progressivamente à medida que os microorganismos sofrem adaptações para burlar a ação das drogas utilizadas em tratamentos. Um estudo da Organização Mundial de Saúde revela que a incorporação às rotinas de trabalho de medidas simples de prevenção, como lavar as mãos e higienizá-las com álcool gel frequentemente, poderiam reduzir em 50% os casos de infecções.

De acordo com o médico infectologista e coordenador da comissão, Moacir Pires Ramos, a evolução dessas bactérias é um desafio para a saúde e exige o uso racional de antibióticos. “Da mesma forma que a medicina evoluiu, as bactérias também podem sofrer mutações e se tornarem resistentes aos medicamentos disponíveis para tratamento”, explicou.

CONTROLE – Para traçar um panorama da situação desse tipo de infecções no Estado, a Secretaria da Saúde publicou uma resolução que orienta a notificação dos casos utilizando o Sistema Online de Notificação de Infecções Hospitalares (SONIH). “Atualmente temos cerca de 70% dos hospitais paranaenses notificando seus casos ao sistema. É um número satisfatório, contudo queremos alcançar 100% dos hospitais e com isso ter um embasamento mais completo para elaborar estratégias a fim de reduzir o número de casos em nossos serviços de saúde”, revelou Ramos.

A secretária municipal de Saúde de Curitiba, Eliane Chomatas, alertou que embora as infecções por bactérias multirresistentes se concentrem em serviços de saúde de maior complexidade, como hospitais com UTIs, é preciso dar atenção também às unidades básicas, que são a porta de entrada para o SUS. “Muitas vezes o paciente transita pelas unidades de saúde, centros de urgências e emergências, hospitais e fica exposto ao risco de contrair infecções em cada um desses serviços. Por isso, as equipes desses locais devem estar preparadas para fazer o diagnóstico do paciente e tratá-lo, evitando que essas bactérias se espalhem”, explicou.

EVENTO – O fórum foi realizado no auditório do Hospital do Trabalhador e reuniu mais de 150 pessoas. O evento também foi transmitido via webconferência e registrou cerca de 200 participantes. Durante o fórum foram divulgados os dados epidemiológicos de 2010 referentes às infecções relacionadas à assistência a saúde (IRAs) no estado do Paraná e no município de Curitiba. A programação teve ainda a apresentação das experiências práticas no gerenciamento do protocolo de precaução de contato em hospitais públicos e privados de Curitiba (Nossa Senhora das Graças, Cajuru, de Clínicas/UFPR e Evangélico).

COMISSÃO – Neste ano a Ceciss foi reestruturada e, agora, conta com uma maior representatividade dos segmentos da sociedade científica. “O objetivo é chamar as entidades e profissionais da área para debater o assunto, a fim de construir políticas públicas que reforcem as ações de vigilância, monitoramento e controle dessas infecções no Paraná”, disse o chefe do departamento de Vigilância Sanitária, Paulo Costa Santana.

A Ceciss conta com participação da Associação Paranaense de Controle de Infecção Hospitalar, do Conselho de Secretários dos Municipais de Saúde, Conselhos Regionais de profissionais de saúde, comissões municipais, secretarias municipais de saúde, Federação dos Hospitais do Paraná e hospitais universitários.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais