Saúde

Comitê da Dengue propõe ações de mobilização no Estado - 23/05/2011 19:20

A Secretaria estadual da Saúde do Paraná realizou nesta segunda-feira (23), em Curitiba, a segunda reunião mensal do Comitê Gestor Intersetorial para o Controle da Dengue, onde foram discutidas ações de mobilização e vigilância permanente com o objetivo de reduzir os casos da doença no Paraná. Foram apresentados projetos preliminares dos cinco eixos de atuação do comitê.

Na área de comunicação e mobilização, a proposta é elaborar uma campanha ampla que coordene as ações em todo o estado, identificando lideranças que possam multiplicar as informações sobre a dengue com o objetivo de mudar atitudes. “É importante que a comunicação consiga informar de maneira que as pessoas entendam que a dengue é uma doença séria e que só teremos sucesso na redução da infestação do mosquito transmissor se todos estiverem conscientes de que cada cidadão deve manter sua casa e sua cidade livre de criadouros”, disse a coordenadora do eixo de comunicação e mobilização, Quitéria Neves Brevilheri.

Dentro do mesmo eixo, a Secretaria de Educação já iniciou os contatos com a Universidade Federal do Paraná e a Secretaria da Saúde para capacitar os professores da rede estadual com o objetivo de aprofundar os conteúdos ministrados em sala de aula sobre a dengue. Representantes da Federação dos Hospitais, Unimed, Femipa e Pastoral da Criança se colocaram à disposição para divulgar materiais de comunicação junto a suas entidades, além de disponibilizar espaços de divulgação em materiais impressos e páginas na internet de cada um deles.

O eixo de vigilância epidemiológica propôs a ampliação da capacitação dos profissionais de vigilância dos municípios com um cronograma imediato de atuação. Na área de assistência à saúde, a Secretaria da Saúde apresentou projeto para estabelecer parceria fina entre a atenção primária e a vigilância em saúde.

No eixo de gestão, o Ministério Público e a Sesa estabeleceram plano de acompanhamento dos municípios, principalmente os 53 em alerta de epidemia. “O Ministério Público e a Sesa precisam acompanhar a situação desses municípios principalmente com relação às equipes de endemias para que não tenhamos situações em que os profissionais são dispensados em férias coletivas exatamente no momento em que a vigilância deve ser permanente”, afirmou o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz.

NÚMEROS - O informe semanal da dengue registra 21.902 casos confirmados de dengue no Paraná até a sexta-feira (20). Dos 399 municípios do Estado, 53 estão em situação de alerta porque apresentam mais de 100 casos por 100 mil habitantes (incidência acima de 100), sendo que 32 atingem mais de 300 casos por 100 mil habitantes. A maioria dos municípios em situação de alerta está no Norte do Paraná.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais