Habitação

Cohapar garante casa para 44 famílias de Lunardelli - 20/05/2011 18:30

Às vésperas do dia de Santa Rita de Cássia, padroeira de Lunardelli, 44 famílias carentes da cidade receberam do presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche, as chaves da casa própria. O novo conjunto residencial beneficia moradores com renda de até um salário mínimo e recebeu investimentos de R$ 928,8 mil

Segundo Mounir Chaowiche, a conclusão das obras é prioridade neste momento. “Encontramos a Cohapar com dezenas de obras paradas e inacabadas. O governador Beto Richa nos encomendou a conclusão dessas casas. O término desses conjuntos é uma de nossas metas”.

O governador – acrescentou o presidente da Cohapar – dá prioridade à habitação e é preciso dar o retorno pela confiança que ele deposita na Companhia. “O nosso governo entende que a habitação é a base da família. Sem teto firme, nada se sustenta”, disse.

O deputado estadual Alexandre Curi parabenizou a cidade por ter escolhido um prefeito com a competência de Célio Pinto de Carvalho. “Lunardelli tem à frente da prefeitura um homem sério, íntegro e competente. Graças a ele e ao governo do Estado, vejo hoje donas de casa que se tornam donas da casa”, falou o deputado.

O prefeito relatou o caminho percorrido para a construção. “Da elaboração à conclusão dessas casas, eu nunca havia visto um período de construção tão grande”, referindo-se ao atraso no passado e a agilidade atual da Cohapar.

O gerente da Caixa Econômica Federal de Ivaiporã, Luiz Cavaline, a forma de contratação realizada pelo município e pela Cohapar foi eficaz para o atendimento das famílias mais carentes de Lunardelli. “Sem esse programa, essas famílias não teriam a mínima condição de adquirir a casa própria”.

VIDA NOVA - Aos 42 anos, lembrados com a ajuda da assistente social da cidade, Neuraci Lopes de Andrade não recorda de um momento como este. “Não me lembro de nada tão maravilhoso. Eu, que não larguei tudo e fui morar na rua porque pensei nas minhas filhas, hoje recebo o meu cantinho”, fala emocionada.

Casada com o bóia fria Sebastião Damaceno, a catadora de papel conta que o casal destina R$ 120,00 - dos R$ 200,00 que recebe - para o aluguel de um barraco que não possui banheiro. “O Tião e a minha filha querem mudar logo. A felicidade deles me alegra. Enfim, vamos mudar de vida”, disse.

A prefeitura providenciou um local para que Neuraci deposite os dejetos coletados durante o seu trabalho. “Com a ajuda da prefeitura, não vou precisar deixar lixo na frente da minha casa”, contou satisfeita.

Claudecir Irmer, que vive de benefícios como o Bolsa Família, conta que faz alguns ‘bicos’ nas fazendas da região. Casado com Ednéia e pai de duas crianças, uma delas com deficiência neurológica, Irmer conta que a casa de onde vão sair acumula muita umidade.

Outra família que pretende mudar de vida é a de Expedito da Silva. Trabalhador rural, ele vive nas chácaras onde presta serviços. Casado há 35 com Otilia, é pai de seis filhos. O casal conta que andou de casa em casa e agora pretende descansar.

“Esperei a vida toda por uma casa e aos 59 anos consegui. Eu e minha esposa não aguentamos mais trabalhar na roça. Por isso, resolvemos fazer a inscrição na prefeitura para a gente fixar os pés”, disse. Otilia, devota de Santa Rita, lembra do dia da padroeira. “Sempre acreditei na Santa. Foi ela que, no seu dia, me mandou a casa”, analisou.

ANÚNCIO – Durante a entrega das casas, Mounir anunciou a construção de mais 35 casas em Lunardelli. “Faremos o possível para dar início à construção dessas novas casas ainda este ano. Elas farão parte das 25 mil unidades propostas para 2011”, disse.

Para o deputado federal Reinhold Stephanes, Lunardelli merece mais do que as 44 casas. “O município é merecedor de novas obras e com o apoio do Mounir, na Cohapar, tenho certeza que esse pedido se realizará”, disse.

Durante a visita a Lunardelli, o presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, conheceu o projeto Cantinho Rural. O local atende, no contra-turno, crianças do ensino fundamental, proporcionando alimentação, atendimento médico, práticas de higiene e orientação educacional.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais