Segurança

Detran comercializou 5,6 mil carros nos leilões realizados em 2011 - 12/05/2011 16:10

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) realizou na quarta-feira (11), em Maringá, mais um leilão para liberar veículos apreendidos e abrigados nos pátios da autarquia e das policias Rodoviária e Militar. Foram comercializados 8 carros e 357 motos, somando R$ 870 mil em arrecadação. Os valores serão usados para cobrir débitos, como multas de trânsito, impostos e gastos com remoções.

Este é o quarto leilão organizado pelo Detran desde o inicio do ano. Ao todo, foram 5.659 carros comercializados, entre circulação e lotes de sucatas. Até dezembro, serão 12 eventos deste tipo. Com isso, o departamento pretende liberar espaço nos mais de 100 pátios do Estado, aumentar o número de vagas, sanar débitos e eliminar possíveis focos de mosquito transmissores de dengue.

Segundo o coordenador de veículos do Detran, Cícero Pereira da Silva, os leilões de circulação são importantes porque devolvem para as ruas carros em bom estado de conservação. “Os veículos que são leiloados foram apreendidos por órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito, não possuem bloqueios judiciais, policiais e administrativos e não foram retirados por seus proprietários dentro dos prazos e na forma da legislação”, explica.

“Todas as semanas são apreendidos cerca de 5 mil carros no Estado. Deste total, mais de 4,2 mil são liberados para seus donos. O restante, após os trâmites legais e depois de 90 dias no pátio, será revendido. A rotatividade nos pátios é muito grande”, completa ele.

PREÇOS – Os valores comercializados nos leilões do Detran são um grande atrativo para pessoas e empresas. No leilão desta quarta-feira, por exemplo, os lances variaram de R$ 900 a R$ 17 mil. O veículo mais disputado foi um automóvel Celta, da marca GM, ano 2009, arrematado por R$ 16,2 mil.

“Estes veículos estão aptos a circular pelas vias. Os valores não pagos em multas, IPVA e licenciamento, por exemplo, são pagos com o dinheiro arrecadado com a venda e se sobrarem débitos o valor é cobrado do antigo proprietário”, conta o presidente da Comissão de Leilão, Luciano Prestes.

Os veículos leiloados em Maringá foram apreendidos por órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito nas cidades de Campo Mourão, Cruzeiro do Oeste, Maringá, Paranavaí, Apucarana, Arapongas, Nova Esperança, Umuarama, Loanda, Nova londrina, Jandaia do Sul, Cidade Gaúcha, Colorado, Astorga, Mandaguari, Terra Boa, Cianorte, Sarandi, Santa Isabel do Ivaí, Altônia e Barbosa Ferraz.

No próximo mês, o Detran realiza leilão de sucatas em Foz do Iguaçu. Serão peças e partes de veículos que já não podem retornar a circular nas vias.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais