Meio Ambiente

Paraná alia zoneamento ecológico e econômico - 11/05/2011 17:30

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema) e o Instituto de Terras, Cartografia e Geociências (ITCG) estão realizando nesta quarta (11) e quinta-feira (12) uma reunião técnica sobre o Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) – instrumento de gestão do território do estado, visando a orientação de políticas públicas e que prevê aliar a preservação ambiental ao desenvolvimento econômico.

“O zoneamento é uma ferramenta fundamental para reordenar o Estado, alinhando o desenvolvimento econômico, social e ambiental”, disse o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jonel Iurk.

O professor e geógrafo Jurandyr Ross, doutor em Geomorfologia – estudo das formas da superfície terrestre – da Universidade de São Paulo (USP) foi convidado para falar sobre a importância do ZEE e ressaltou algumas peculiaridades no Paraná.

“Há uma forte presença da agropecuária no estado. Precisamos trabalhá-las como áreas interessantes ao desenvolvimento econômico, mas sempre atentando para questões ambientais”, analisou.

Na opinião do professor, há também a presença de contrastes populacionais e econômicos. “Na região leste, por exemplo, há uma forte concentração industrial e portuária que atrai moradores, em contrapartida, existem áreas de êxodo populacional que devem ser repensadas para que se encontrem alternativas de desenvolvimento”.

PROGRAMAÇÃO - O evento reúne representantes das secretarias e autarquias envolvidas no planejamento do ZEE. Cada instituição será responsável pela análise de um determinado aspecto, como relevo, potencial econômico e potencial humano.

“Os dados coletados servirão para traçar um mapeamento do Estado como um todo e definir as prioridades e cuidados para cada região”, afirma a chefe do ZEE da Sema, Camila Cunico.

Para a diretora de Geociências do ITCG, Gislene Lessa, a presença do professor e a troca de experiências enriquecem o debate sobre o ZEE. “O evento é multinstucional e multitemático. Só encontraremos soluções a partir do intercâmbio de informações”, conclui.

O objetivo do zoneamento é orientar e subsidiar políticas públicas, identificando atividades estratégicas para o Paraná, mas considerando áreas protegidas, áreas de reserva legal, bacias hidrográficas, áreas sociais e ambientalmente críticas, uso e ocupação do solo e o potencial econômico de cada região.

De acordo com Gracie Abad Maximiano, membro da Comissão Executiva do ZEE pela Sema, outros estados do país, bem como certas áreas ecológicas, já realizaram o planejamento. “Temos como exemplo o estado de Minas Gerais e a região dos rios Tocantins-Araguaia. No Paraná, estipula-se que o ZEE seja concluído no prazo de dois anos.”

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais

  • Assessorias de Comunicação
  • Notícias para Rádios
  • TV ao Vivo
  • Rádio ao Vivo
  • Acesse www.dioe.pr.gov.br. Informação no tempo certo.
  • Saiba tudo sobre a Nova Gripe - Gripe A - Influenza A (H1N1) - Informe-se e previna-se
  • Paraná contra a Dengue - Informe-se e Previna-se
  • Cadastre-se para receber nosso Boletim Informativo