Educação

Voluntários ajudam Secretaria da Educação a fazer diagnóstico dos prédios escolares - 08/05/2011 08:50

Engenheiros e técnicos de empresas estatais e de entidades profissionais estão colaborando voluntariamente com a Secretaria de Estado da Educação (Seed) no levantamento da situação predial de escolas da rede estadual de ensino. O trabalho começou por Curitiba, onde inicialmente serão avaliadas as instalações de 22 escolas. Os laudos resultantes dessas avaliações farão parte do Levantamento da Situação Escolar (LSE) do Ministério da Educação (MEC), que serve de base para a distribuição dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, destinados à manutenção, reforma e melhorias prediais de escolas.

O levantamento em Curitiba é realizado por 10 engenheiros da Companhia Paranaense de Energia (Copel), da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea-PR), do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP) e do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias (Ibap-PR). Eles percorrem as escolas em duplas, num trabalho que vai balizar, depois, a coleta de dados nos mais de 2,2 mil estabelecimentos estaduais de educação básica em todo o Paraná.

De acordo com João Batista Scucato, engenheiro da Superintendência de Desenvolvimento Educacional (Sude) que coordena o diagnóstico, as 22 escolas de Curitiba que estão sendo avaliadas representam uma amostra correspondente a cerca de 1% de todos os estabelecimentos estaduais de ensino. “Procuramos localizar na capital edifícios que correspondessem à média das escolas do estado – ou seja, escolas que possuem em torno de 45 ambientes”, explica.

Scucato destaca que o Paraná é um dos primeiros estados a dar início ao seu Levantamento de Situação Escolar e que a colaboração voluntária dos profissionais é o que vai possibilitar o sucesso do trabalho: “Para cada escola é preciso elaborar um laudo. Isso sobrecarregaria os profissionais de que a Sude dispõe. Por isso a parceria é muito importante”. De acordo com ele, a expectativa é contar com parcerias também para realizar o levantamento no restante do Estado.

COPEL – A Copel destacou dois profissionais para o trabalho: o engenheiro civil Fábio Patriota Ribeiro e o técnico em edificações Alex Sandro Silveira, que começaram a percorrer escolas na semana passada.

A responsabilidade deles é verificar e atribuir conceitos ao estado atual dos edifícios que abrigam as escolas estaduais, avaliando – entre outros aspectos – a situação das fundações e da estrutura do imóvel, dos sistemas elétrico, hidráulico e de segurança e, ainda, a obediência às normas recentes que tratam da acessibilidade para pessoas com deficiência.

Na quarta e quinta-feiras (dias 4 e 5) da semana passada, eles realizaram observações na Escola Estadual Tiradentes, localizada na região central de Curitiba. O edifício, inaugurado em outubro de 1962, atende a cerca de 1,3 mil alunos dos níveis fundamental e médio, mais a EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Segundo o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer, a cooperação entre as diferentes áreas da gestão pública estadual é uma atitude de racionalidade administrativa e, também, de responsabilidade social. “Além de necessária e recomendável, a sinergia entre agentes de governo resulta em benefícios para toda a coletividade, pois racionaliza a utilização dos recursos disponíveis e dinamiza o desenvolvimento de programas e projetos, exatamente como é o desejo do governador Beto Richa”, complementa.

LEVANTAMENTO – O Levantamento da Situação Escolar (LSE) tem como objetivo o mapeamento das condições de estrutura física, mobiliário, equipamentos e material didático das escolas públicas. O fornecimento de informações atualizadas é uma exigência do Ministério da Educação para que estados e municípios recebam verbas federais.

Veja quais são os 22 estabelecimentos de Curitiba que fazem parte do levantamento piloto:

Colégio Estadual Angelo Gusso

Colégio Estadual Brandão

Colégio Estadual Conselheiro Carrão

Colégio Estadual Professor Cleto

Colégio Estadual Cruzeiro do Sul

Colégio Estadual Ermelino de Leão

Colégio Estadual Inez Vicente Borocz

Colégio Estadual João Paulo I

Colégio Estadual José Busnardo

Colégio Estadual José Guimarães

Colégio Estadual Lamenha Lins

Colégio Estadual Manoel Ribas

Colégio Estadual Natália Reginato

Colégio Estadual Nilson Baptista Ribas

Colégio Estadual Olivio Belich

Colégio Estadual Curitiba Paulina Pacífico Borsari

Escola Estadual Pedro II

Colégio Estadual Prieto Martinez

Colégio Estadual Santa Gemma Galgani

Escola Estadual Santo Antônio

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais