Ciência e Tecnologia

Secretários de Estado conhecem projetos do Tecpar - 20/04/2011 16:50

A diretoria executiva do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) recebeu na manhã desta quarta-feira (20) a visita do vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, e do secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, que participaram de uma reunião de trabalho na instituição. Arns, que integrou a equipe de transição do governo e foi responsável pelas áreas de educação e ciência e tecnologia, veio conhecer os projetos do instituto.

“A intenção do governo é que o Tecpar seja referência, precisamos projetar suas competências e sabemos que existe a necessidade de articulação política para alavancar projetos estratégicos para o desenvolvimento da ciência e tecnologia no Paraná”, afirmou o vice-governador.

O secretário Alípio Leal destacou algumas ações que foram colocadas em prática pela nova diretoria do Tecpar, como a reestruturação administrativa, a revisão dos serviços terceirizados e recolocação de pessoal e a racionalização dos gastos.

“O Tecpar precisa voltar a atuar como uma empresa e precisamos recuperar os recursos para investimento, cumprindo o que prevê a lei que destina 2% da receita tributária do Estado ao desenvolvimento científico e tecnológico”, afirmou Leal.

Desse percentual, o Tecpar teria direito a 20%. De acordo com o diretor administrativo do Tecpar, João Luiz Buso, o investimento previsto no período de 2003 a 2011 deveria ter sido de R$ 131,48 milhões e o realizado foi de apenas R$ 66,12 milhões.

Para o diretor-presidente do Tecpar, Júlio C. Felix, voltar a atuar como uma empresa é uma das principais metas da nova diretoria. “Precisamos recuperar a agilidade que as atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação necessitam, implementando, assim, conhecimento novo na produção industrial do Tecpar”, exemplificou, referindo-se à produção de imunobiológicos.

Na apresentação do Tecpar, Felix ressaltou a inovação como um dos focos de atuação da instituição, a atenção dada à sustentabilidade econômica, ambiental e sociocultural e a necessidade de recuperar a marca Tecpar em algumas áreas.

“O instituto atua de acordo com as suas competências internas para atender às prioridades do governo estadual e federal e às demandas da sociedade”, afirmou, citando a cadeia de petróleo e gás, agroindústria, saúde, energias renováveis, como as principais áreas de atuação, de acordo com o redirecionamento da empresa. Os secretários deverão voltar ao Tecpar em breve para visitar os laboratórios e áreas estratégicas do instituto.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais