Habitação

Cohapar apresenta sua experiência em regularização fundiária - 26/11/2010 11:30

A superintendente de regularização da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Thanyelle Galmacci, apresentou aos participantes do encontro técnico sobre regularização, que aconteceu em Foz do Iguaçu, as ações da Cohapar, dificuldades e os avanços conquistados. “Hoje temos 14 mil processos em andamento e experiência no assunto. É importante trocarmos ideias e aprender para aprimorar nosso trabalho”, disse.

A superintendente da Cohapar afirmou que no início a Cohapar contava com apenas dois colaboradores para dar conta do trabalho. “Quando foi instituída a Coordenadoria passamos a contar com cinco colaboradores e agora, com a Superintendência, são dez colaboradores e mais cinco estagiários”.

No Guarituba, em Piraquara, está a maior ocupação irregular em área de manancial do País. “Temos várias dificuldades ali, pois 99,3% da área é particular e tivemos que fazer levantamentos em pelo menos quatro cartórios para cada lote, o que gerou uma demanda de trabalho muito grande”, disse Thanyelle.

Além disso, outras dificuldades foram relatadas. “Tivemos problemas com um dos cartórios de registro de imóveis, precisamos enfrentar o período eleitoral, sem contar que precisamos lidar com a dificuldade de compreensão das pessoas mais humildes e falta de documentação básica, que não nos permite ingressar com as ações”, afirmou.

Guarituba - Considerado o maior programa de urbanização de favelas e salvação de mananciais em execução no país, o Guarituba, em Piraquara, conta com investimentos de R$ 93,8 milhões, incluídas as contrapartidas dos governos federal e estadual para o resgate social de 8.890 famílias. No bairro, os canteiros de obras para a construção de 803 casas com recursos do PAC avançam rapidamente. O projeto também beneficia 8.087 famílias, que receberão a posse de seus terrenos.

Todas as casas terão rede de água, esgoto, energia, galerias de drenagem, pavimentação, paisagismo. São de alvenaria, telhas de cerâmica, com 40 metros quadrados, modelos arquitetônicos diversificados na forma geminada, sobrados e casas individuais. Os moradores pagarão prestações médias de R$ 50,00.

Além do Guarituba, a Cohapar ainda está desenvolvendo processos de regularização nas cidades de Campo Magro, Colombo, Pinhais e Fazenda Rio Grande.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais

  • Assessorias de Comunicação
  • Notícias para Rádios
  • TV ao Vivo
  • Rádio ao Vivo
  • Acesse www.dioe.pr.gov.br. Informação no tempo certo.
  • Saiba tudo sobre a Nova Gripe - Gripe A - Influenza A (H1N1) - Informe-se e previna-se
  • Paraná contra a Dengue - Informe-se e Previna-se
  • Cadastre-se para receber nosso Boletim Informativo