Habitação

Superintendentes da Caixa aprovam ritmo de obras da Cohapar - 12/11/2010 15:40

Superintendentes regionais da Caixa Econômica Federal elogiaram em reunião nesta quinta-feira (11) o cronograma das obras da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). Eles se reúnem periodicamente com diretores da empresa para avaliar a execução de empreendimentos habitacionais em todo o Estado.

“Apesar da carência de mão de obra, que vem sendo totalmente absorvida pelo mercado da construção civil, a Cohapar está conseguindo impor um ritmo muito positivo nos seus canteiros de obras”, falou o superintendente regional da Caixa em Cascavel, Claudemir Desto.

O presidente da Cohapar, Everaldo Moreno, explicou que ajustes foram feitos para incrementar o ritmo das obras e, assim, colocar um fim nas pendências junto à Caixa. “Assumimos este compromisso e, hoje, vemos com satisfação que o empenho da equipe técnica da empresa foi fundamental para colocarmos em dia nossos cronogramas de execução”, disse.

Segundo ele, o esforço de impor um ritmo mais forte possibilitou o avanço das obras em mais de 4,5% ao mês. Em alguns casos, o percentual chega a até 14%. “Com isso, podemos garantir a entrega de mais 12 empreendimentos até o final do ano, e afirmar que até o primeiro trimestre de 2011 a grande maioria das obras em andamento estarão concluídas”, disse Moreno.

O superintendente regional da Caixa em Londrina, Luiz Roberto Bachmann, se afirmou satisfeito com as novas avaliações dos cronogramas. “Podemos observar que o esforço da Cohapar teve reflexos bastante positivos nos empreendimentos. A partir daí, é possível pensar em novas contratações. A Cohapar é uma referência de habitação popular para o País, e isso faz com que nossa parceria no Paraná seja muito bem sucedida.”

O presidente da Cohapar observou ainda que o esforço e os investimentos feitos para agilizar a conclusão das obras demonstram a responsabilidade do Governo do Paraná em dar cumprimento aos compromissos assumidos. “Ressalvamos a credibilidade da empresa junto aos seu maior agente financeiro, a Caixa, que é o braço operador do governo federal na política habitacional”, frisou Moreno.

A Cohapar também protocolou esta semana na Caixa um novo modelo de moradia, que padroniza os projetos arquitetônicos, sugerindo maiores facilidades de ampliação para os mutuários e também na construção do empreendimento. O novo modelo foi elaborado com base em estudos feitos em antigos conjuntos, onde as moradias já passaram por reformas e ampliações.

“Foi uma reunião muito boa, onde pudemos observar claramente que a Cohapar retomou obras contratadas com a Caixa. Obras em que havia dificuldades também já estão com definições claras. Acreditamos que, nesse momento, a empresa voltou a operar em ritmo normal, como comprova o novo modelo de habitação que nos apresentou. É um primeiro passo para pensarmos em investir em novas contratações”, disse o superintendente regional da Caixa Econômica em Maringá, Fábio Carnelós.
Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais

  • Assessorias de Comunicação
  • Notícias para Rádios
  • TV ao Vivo
  • Rádio ao Vivo
  • Acesse www.dioe.pr.gov.br. Informação no tempo certo.
  • Saiba tudo sobre a Nova Gripe - Gripe A - Influenza A (H1N1) - Informe-se e previna-se
  • Paraná contra a Dengue - Informe-se e Previna-se
  • Cadastre-se para receber nosso Boletim Informativo