Ouvidoria

Delegado começa investigar sumiço de documentos da Secretaria da Educação - 06/08/2010 16:30

O secretário especial de Corregedoria e Ouvidoria Geral, Antonio Comparsi de Mello, recebeu nesta sexta-feira (6) a visita do delegado Francisco Alberto Caricatti, designado pela Secretaria da Segurança Pública, por determinação do governador Orlando Pessuti, para investigar o desaparecimento de 17 toneladas de documentos do arquivo da Secretaria Estadual da Educação. Caricatti é delegado-adjunto Divisão de Polícia Metropolitana.

Comparsi disse que a secretaria está inteiramente à disposição do delegado e de sua equipe. “Vamos colaborar no que for necessário para garantir que as investigações levem à descoberta e à punição exemplar dos envolvidos”, afirmou o secretário, que estava acompanhado do coordenador e do advogado da Corregedoria Geral do Estado, Carlos Batista Soares e Ricardo Luiz Lima Muniz Oliva.

PERÍCIA – Caricatti determinou ao Instituto de Criminalística do Paraná que faça perícia no depósito onde os documentos foram roubados, em Piraquara. Ele também se colocou à disposição de Comparsi de Mello e disse que iria conversar com a secretária estadual de Educação Yvelise Arco-Verde, para obter novas informações sobre o caso.

A Corregedoria Geral do Estado participa das investigações com quatro auditores, que apuram se houve irregularidades na liberação de diárias de servidores da Secretaria Estadual de Educação e da Superintendência de Desenvolvimento Educacional (Sude), a antiga Fundepar, no período de 2007 a 2010. O grupo desenvolve o mesmo trabalho em outras quatro pastas: Agricultura, Saúde, Meio Ambiente e Trabalho.

Áudio:

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais