Segurança

Preso grupo suspeito de tráfico e de homicídios em Curitiba e região - 07/08/2009 17:30

Policiais do Núcleo da Região Metropolitana da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) desmancharam, nesta sexta-feira (07), uma quadrilha de tráfico de drogas, suspeita de matar 20 pessoas, em Curitiba e região. Cinco suspeitos foram presos e a polícia apreendeu cinco pistolas, dois revólveres, uma garrucha, munição, dois automóveis, uma moto, placas frias, máscaras, 14 celulares e coletes à prova de bala.

A operação é resultado da parceria da Denarc e Delegacia de Homicídios para combater o número de assassinatos. “A maioria dos homicídios tem ligação direta com o tráfico de drogas, por isso, obedecendo a uma determinação do secretário Luiz Fernando Delazari, as duas unidades trabalham juntas”, disse o delegado Renato Bastos Figueiroa, da Denarc.

Segundo a polícia, a quadrilha seria responsável por distribuir crack em Araucária (Região Metropolitana de Curitiba) e nos bairros Campo Comprido, São Braz, Tatuquara e Sítio Cercado, na capital. De acordo com as investigações, o grupo matava outros traficantes, para ocupar os pontos de tráfico. Usuários que não conseguiam quitar dívidas também eram eliminados, segundo a polícia.

INVESTIGAÇÃO – “Essa quadrilha era investigada desde abril. Esses criminosos são muito violentos e responsáveis por pelo menos 20 homicídios que estão sendo investigados”, disse o delegado que comandou as investigações, Kleudson Moreira Tavares.

Os primeiros a ser presos, Jhonatan Lhanio Simões, 20 anos, e Paulo Ricardo Jose Rodrigues Pires, 22, foram abordados no bairro Fazendinha, por volta das 8h, dentro de um carro. A dupla reagiu e trocou tiros com a polícia. Os dois se renderam depois que Jhonatan foi baleado. Com ele, foram apreendidas duas pistolas calibre 9 milímetros e uma, ponto 40.

“Logo depois da abordagem, eles fugiram em alta velocidade e, quando foram alcançados, atiraram contra os policiais. Jhonatan, baleado no peito, pé e de raspão na cabeça, foi salvo pelo colete balístico”, explicou o delegado que comandou as investigações, Kleudson Moreira Tavares.

Enquanto uma equipe de policiais encaminhava o ferido para o Hospital do Trabalhador, o delegado pediu apoio para a Companhia de Choque da Polícia Militar, para cercar uma casa no Tatuquara onde estariam outros integrantes da quadrilha.

Lá foram presos Martinho Souza Franco, 30 anos, Jackson Xavier, 21, e Martinho Souza Franco, da mesma idade. Na residência foram encontradas duas pistolas calibre 380, dois revólveres calibre 38, uma garrucha calibre 45, munição, máscaras, uma motocicleta, um automóvel e celulares.

De acordo com os levantamentos feitos pela polícia, Paulo é foragido da Penitenciária Central do Estado. Jhonatan tem mandado de prisão por Araucária e tem várias passagens por tráfico. Os dois foram autuados em flagrante por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Martinho tem mandado pela 2.ª Vara Criminal de Curitiba e, junto com Reginaldo e Jackson, foi indiciado por porte ilegal de arma de fogo. A polícia vai intensificar as investigações com objetivo de levantar todos os crimes da quadrilha.
Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar

O que já publicamos sobre:

Últimas Notícias:

Leia mais

  • Assessorias de Comunicação
  • Notícias para Rádios
  • TV ao Vivo
  • Rádio ao Vivo
  • Acesse www.dioe.pr.gov.br. Informação no tempo certo.
  • Saiba tudo sobre a Nova Gripe - Gripe A - Influenza A (H1N1) - Informe-se e previna-se
  • Paraná contra a Dengue - Informe-se e Previna-se
  • Cadastre-se para receber nosso Boletim Informativo